Adélia Prado se emociona ao receber Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura

Contemplada na categoria “conjunto da obra”, escritora falou sobre a importância da leitura e das artes; evento realizado na Biblioteca Pública Estadual também anunciou a criação de cinco novas bibliotecas em municípios do interior do estado

Pela primeira vez uma mulher foi contemplada na categoria principal do Prêmio Governo Minas Gerais de Literatura. A cerimônia de entrega da premiação aconteceu na noite do dia 28, quando a poesia saiu das páginas dos livros e ganhou o palco, emocionando a escritora mineira Adélia Prado, principal homenageada da cerimônia. Em uma noite emocionante, em que o papel da leitura e da literatura na formação intelectual foi reafirmado, Adélia acabou indo às lágrimas diante da homenagem realizada pela Secretaria de Estado de Cultura. A celebração literária aconteceu no Teatro José Aparecido de Oliveira, na Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, espaço integrante do Circuito Liberdade.

Promovido pela Superintendência de Bibliotecas Públicas e Suplemento Literário, o prêmio contemplou a escritora de Divinópolis na categoria “conjunto da obra”. Na ocasião também foi anunciada a criação de novas bibliotecas em cinco municípios do interior do estado, motivadas pelo Edital de Criação de Bibliotecas Públicas Municipais.

A performance poética dos jovens integrantes do Projeto Palavra Viva misturou poesia e prosa em uma apresentação cênica que envolveu o público presente. Sob o comando do coordenador do projeto Robson Vieira, o grupo transpôs a literatura de Adélia Prado e Carlos Drummond de Andrade para o palco numa performance que contagiou e aqueceu a plateia para a programação da noite. “Achei que o evento seria uma coisa burocrática, que seria uma coisa simples. Mas isso aqui é muito importante. Ver esses meninos no palco é um prêmio e me dá esperança. Isso é o que queremos quando escrevemos um livro, a gente quer ser lido. Estou tendo uma prova desse reconhecimento nesta noite”, desabafou a poeta.

Com o objetivo de promover e divulgar a literatura brasileira, reconhecendo grandes nomes nacionais e abrindo espaço para os jovens escritores mineiros, o Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura distribui a quantia de R$ 258 mil, sendo R$ 30 mil para a categoria Ficção, R$ 30 mil para Poesia, R$ 48 mil na categoria Jovem Escritor e R$ 150 mil na categoria Conjunto da Obra.

Na categoria Ficção a obra vencedora foi “Floresta no fim da rua, de Silvio Rogério Silva. Já na categoria Poesia a obra vencedora foi “Um carro capota na lua”, do autor Tadeu de Melo Sarmento. O Jovem Escritor dessa edição é Jonathan Tavares Diniz, que venceu com o projeto “Cólera”. “Foram mais 250 projetos apresentados e tive o prazer de ler todos os agraciados com o prêmio. Posso dizer que há uma surpresa em Minas Gerais no campo literário”, pontuou Lucas Guimaraens, superintendente de Bibliotecas Públicas e Suplemento Literário.

Para o Secretário de Estado de Cultura, Angelo Oswaldo, a premiação é um símbolo de incentivo ao livro à literatura. “O prêmio remonte de 1974, quando o Conselho Estadual de Cultura criou essa celebração. Ele é um símbolo do nosso incentivo à leitura, à literatura, às bibliotecas, mas também aos autores mineiros, aos poetas e escritores do estado, que é uma terra fértil em autores e poetas”, pontuou Angelo Oswaldo. “Adélia é uma referência para nós com sua poesia forte e que marca o nosso tempo. É um símbolo da força poética de Minas Gerais”, completou.

Edital de Criação de Bibliotecas Públicas Municipais

A noite também foi de fomento à democratização ao acesso à informação e à cultura em Minas Gerais com a entrega dos kits simbólicos para a criação de cinco novas bibliotecas no interior do estado. O Edital de Criação de Bibliotecas Públicas contemplou os municípios de Córrego Danta, Formiga (ambas no território Oeste), Congonhas (Vertentes), Belo Vale e Jaboticatubas (território Metropolitano). As cidades contempladas no edital recebem um acervo de 1.090 itens, entre livros em impressão comum e Braille, periódicos, CDs, DVDs e audiolivros. Também são agraciadas com estantes e carrinhos de transporte, totalizando R$ 50 mil em recursos por município. A Diretora do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas Municipais, Cleide Fernandes, frisou que a biblioteca pública é um espaço privilegiado da leitura e da literatura. “Na biblioteca encontramos um espaço seguro para desenvolvermos nossas potencialidades, por meio dela podemos continuar aprendendo por toda a vida”, pontuou.

Estiveram presentes na cerimônia o prefeito de Córrego Danta, Reginaldo Saturnino Cardoso; o representante da Secretaria Municipal de Cultura de Formiga, Elton da Costa Pinto; a Secretária Municipal de Educação de Congonhas, Maria Aparecida Resende; o prefeito de Jaboticatubas, Eneimar Adriano Marques; e o prefeito de Belo Vale, José Lopes Santos, que recebeu o kit das mãos do Secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães.

Fotos: Marcelo Sant’Anna/Imprensa MG

Esse post foi publicado em Noticias de Minas Gerais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s