Sede do Governo de Minas será transferida para os territórios em nova fase dos Fóruns Regionais

Etapa chamada “Governo Presente” programa eventos semanais em cada um dos 17 territórios de desenvolvimento com a participação de mais de 40 órgãos do Estado

Governo de Minas Gerais inicia na próxima semana(4/5), em Ituiutaba, no Triângulo Norte, a nova fase dos Fóruns Regionais, chamada “Governo Presente”, que reforça a política de regionalização implantada pelo governador Fernando Pimentel.

Nesta etapa, a proposta é transferir a sede do Governo para os territórios, com a previsão da presença do governador e secretários de Estado em agendas específicas com prefeitos, vereadores e representantes da sociedade civil.

Estão sendo programados eventos semanais para cada um dos 17 territórios de desenvolvimento, envolvendo todos os órgãos do Governo, que vão apresentar e disponibilizar serviços aos gestores públicos e à população, além de mostrar suas ações e resultados.

Depois do Triângulo Norte, as atividades da nova fase dos Fóruns Regionais seguem para os territórios Caparaó (Viçosa) e Sul (Alfenas). Na sequência estão os territórios Mucuri (Nanuque), Norte (Salinas), Triângulo Sul (Frutal), Central (Abaeté) e Noroeste (João Pinheiro). O cronograma dos outros territórios será divulgado posteriormente.

Segundo o secretário Wadson Ribeiro, da Secretaria Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif), a proposta desta etapa é reafirmar a aproximação do Governo de Minas Gerais com a população do interior, com os gestores públicos dos municípios, assim como estreitar o vínculo entre a administração central e os órgãos estaduais na região.

“Queremos mostrar de forma prática que estamos de fato descentralizando as ações, ouvindo as pessoas e prestando contas às mineiras e mineiros”, pontua Ribeiro.

Comprometimento

As ações do “Governo Presente” estão sendo coordenadas pela Seedif, que, desde o início de 2017, tem realizado reuniões preparatórias com os interlocutores dos órgãos de Governo, com os secretários executivos e colegiados dos fóruns.

O coordenador dos trabalhos, o subsecretário dos Fóruns Regionais, Fernando Tadeu David, destaca o comprometimento de todo secretariado, das chefias de instituições e empresas na realização das atividades previstas para cada território.

“É grande a expectativa, pois percebo um secretariado bastante motivado para essas ações. Não é sempre que vemos um governo se mobilizar com essa intensidade para ir ao encontro da população no interior do estado”, comenta Tadeu.

Programação extensa

Mais de 40 órgãos do Estado vão participar da extensa programação que será levada aos territórios pelos Fóruns Regionais. Serão montados estandes onde as instituições, fundações, empresas públicas e secretarias vão disponibilizar serviços aos prefeitos, aos cidadãos e a segmentos diversos, como produtores rurais e micro e pequenos empreendedores.

No mesmo local, serão informadas as entregas já realizadas pelo Estado, a exposição dos projetos e as políticas públicas em andamento.

“É uma grande oportunidade para que população e gestores públicos municipais conheçam de perto os trabalhos que estão sendo feitos pelos órgãos estaduais, tirar dúvidas, consultar a equipe técnica, fazer propostas e solicitações. Queremos que as pessoas saibam como o Governo atua e como podem participar e demandar serviços”, ressalta o subsecretário dos Fóruns Regionais.

Também vão acontecer palestras e workshops para a comunidade em geral, agricultores, movimentos sociais e gestores públicos.  A programação inclui ainda a feira dos empreendedores da economia popular solidária e da agricultura familiar, além de atividades culturais.

Paralelamente, estão previstas agendas dos Fóruns Regionais com os secretários de Estado, que estarão presentes nos eventos de cada território, com os colegiados executivos, parlamentares, prefeitos e vereadores.

Fazendo história

Os Fóruns Regionais de Governo foram criados, há quase dois anos, por meio de decreto assinado pelo governador Fernando Pimentel. A iniciativa, inédita em Minas Gerais, é um dos pilares da atual administração estadual e tem o objetivo de incluir a população no processo de planejamento das ações governamentais, monitoramento e avaliação de políticas públicas de forma regionalizada.

“Essa é uma mudança histórica na forma de governar. É trazer a Minas real para dentro do Governo, estreitando o diálogo e a interlocução com a população das diversas regiões “afirmou Pimentel, que, em 2015, percorreu os 17 territórios de desenvolvimento para a instalação dos Fóruns.

A divisão territorial do estado proporcionou, nesse período, a realização de mais de 1.500 reuniões em mais de 500 cidades, espalhadas pelo estado, com a participação de milhares de pessoas.

Os primeiros encontros serviram para fazer um diagnóstico dos territórios a partir de levantamento dos problemas e necessidades apontados pela sociedade civil organizada e não organizada, por prefeitos, vereadores e representantes de órgãos do Governo Federal com atuação regional.

As informações coletadas junto à população serviram para orientar a elaboração de documentos estratégicos do Estado: o Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG), que reúne os projetos e atividades que o executivo pretende implantar em quatro anos; o Plano Mineiro de Desenvolvimento Integrado (PMDI), que detalha o planejamento estadual até 2027; e a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). 

Esse post foi publicado em Noticias de Minas Gerais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s