Mobilização Social ajuda na promoção da saúde pública e prevenção de epidemias

Iniciativa da Secretaria de Estado de Saúde estimula a participação popular. Em 2016 foram realizadas 4.974 ações nos territórios de desenvolvimento

A população pode ser a maior aliada da saúde pública. Basta a adoção de medidas simples, dentro de casa e na comunidade para a prevenção de doenças e epidemias. Exemplo disso passou a ser adotado entre os moradores de Cambuquira, no Território Sul, após o último surto de dengue em março na região, em 2015.

Segundo a responsável pelo Núcleo regional de Mobilização Social de Varginha, da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG), Tânia Corrêa Machado, com o aumento dos casos de dengue no município, a população se uniu para frear a proliferação do mosquito Aedes aegypti.

“As pessoas mudaram o comportamento dentro de casa, mantendo seus quintais limpos e caixas d’água vedadas para não ter acúmulo de água, propiciando a procriação do mosquito”, relembra.

Para tanto, a população recebeu orientação técnica, além das atividades de promoção da saúde, incluindo a distribuição de material informativo por meio dos integrantes do Núcleo de Mobilização Social. Além disso, cada residência também recebe a visita de um agente de saúde da região. 

Participação popular

Diversas ações envolvendo a participação popular são promovidas pela SES nos territórios de desenvolvimento, desde 2007, com a criação da Rede de Mobilização Social em Saúde da pasta. Fruto da Assessoria de Comunicação Social da SES, a rede é composta por 28 Núcleos Regionais e 682 núcleos municipais identificados.1

O coordenador de mobilização social e publicidade da SES/MG, Joney Fonseca Vieira, explica que a intenção do programa é sensibilizar a população para a importância de adotar hábitos simples e preventivos dentro de casa e na comunidade para obter melhor qualidade de vida e prevenir doenças.

“São realizadas diversas ações em cada núcleo regional, no território de desenvolvimento, para ajudar a população a prevenir DSTs, hipertensão, diabetes, dengue, gripe, chikungunya e zika vírus, por exemplo ”, diz. Vieira complementa. “É importante a conscientização do cidadão como corresponsável pela prevenção e promoção da saúde pública”.

Para viabilizar a aproximação com a população de cada município, o Núcleo de Mobilização Social conta com as parcerias de diversos setores da sociedade, tais como escolas estaduais e municipais, empresas, indústrias, sindicatos, federações, órgãos governamentais e não governamentais.  Em 2016 foram contabilizadas 4.974 ações em todo o estado. 

Prevenção na escola

Na Escola Estadual Elias Salomão, em Mateus Leme, no Território Metropolitano, a união de pais, alunos e professores trouxe conquistas importantes para a comunidade escolar. Eles contaram com o apoio técnico do Núcleo de Referência Municipal em Mobilização Social do município, vinculado à regional da SES.

Segundo a diretora, Fátima Gaia, além das atividades para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, a escola também abordou entre os jovens a prevenção de DSTs – Doenças Sexualmente Transmissíveis e do uso de drogas entre os jovens. 

“Todas as atividades desenvolvidas despertaram a conscientização dos estudantes, que ainda se tornaram multiplicadores de informação na família e na comunidade”, comemora Fátima.

Para informações sobre o atendimento dos Núcleos Regionais de Mobilização Social, o cidadão pode acessar o link http://blog.saude.mg.gov.br/ ou no telefone (31) 3916-0605.ofere erasmo

Esse post foi publicado em Noticias de Minas Gerais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s