Estamos ou não vivendo uma inversão de valores em nossa sociedade?

Você concorda que a nossa sociedade esta vivendo uma inversão de valores, onde o cidadão está lutando por segurança (dever do estado) enquanto os fora da lei estão amparados por leis e direitos humanos?

Este ano foi marcado pela falta de preparo dos nossos governantes e daqueles que deveriam criar leis para defender cidadãos de bem, estamos vivenciando a maior inversão de valores de todos os tempos onde o pagador de impostos, o pai de família, o trabalhador, o estudante e todos que deveriam ter o direito constitucional de “IR e VIR” preservado. Eles fazem projetos com o intento de beneficiar marginais das punições que a justiça já havia condenado, com isso jogam no lixo o caráter ilibado das pessoas de bem que temem e respeitam as leis, deixando impunes  aqueles que deveriam estar atrás das grades e com isso o gato vai para dentro do aquário obrigando o peixe a sair. O rato corre atrás do gato, ou seja, a sensação de que o mal impera sobre o bem ganha força na cidade. O que nós vemos hoje são casas cercadas de muros altos, grades além de um completo sistema de monitoramento por câmeras e cercas elétricas, tudo isso para manter fora os marginais que deveriam estar presos, com tudo isso o que vemos é o cidadão preso e o bandido solto. Precisamos  de tolerância zero de verdade. Chega dessa inversão de valores!

Nosso povo quer segurança e tranquilidade parar caminhar nas ruas,  entrar no comércios, ou seja seu direito e ir e vir com segurança, pois o atual sistema é totalmente conivente com a marginalidade,  desculpe a minha sinceriadade, não é apenas a minha vóz que clama mas é o clamor de todo povo de Santa Rita do Sapucaí.

Sinceramente a sociedade não sabe ainda como fazer as coisas entrarem no eixo, ainda não descobriram a fórmula mágica da paz, e isso ainda deve continuar por muito tempo.

Giácomo Costanti

Sobre Giácomo Costanti

Email: contato@valeindependente.com.br
Esse post foi publicado em Cidade, Justiça. Bookmark o link permanente.

28 respostas para Estamos ou não vivendo uma inversão de valores em nossa sociedade?

  1. Vicente disse:

    Prezado Giácomo, assino embaixo do seu artigo. É revoltante assistir calado aos acontecimentos cada vez mais violentos contra a sociedade. Enquanto a bandidagem está solta nas ruas, as pessoas de bem estão encurraladas em suas casas. A solução é simples, sei que receberei críticas, mas basta que aqueles que vivem às nossas custas, mudem as leis e punam com extremo rigor.
    Estuprou?, pena castração química;
    Assassinou?, prisão perpétua com trabalhos forçados;
    Sequestrou?, a mesma prisão perpétua.
    Com bandidos, estrupradores, drogados não se pode ter complacencia e lhes oferecer os “direitos humanos”, eles não o são. E não ousaria ofender aos animais com uma comparação pois animais não praticam tais atos.

    • Léo disse:

      Gostaria que o senhor me respondesse o que vamos fazer aos empresários que lucram milhões enquanto o pobre ganha salário mínimo?
      Que respondesse qual é a pena para desviar dinheiro da construção de hospitais e escolas?
      Que dissesse a todos qual deve ser a punição aos donos dos imóveis da cidade que atrés da especulação imobiliária negam o direito à moradia?
      Que respondesse por que devemos punir e não educar.
      Por que devemos concordar com 14 milhões de analfabetos?
      Com 200.000 presos sem julgamento?
      Qual a justiça que vai julgar quem deve ser castrado, a justiça do mais rico, que paga o melhor advogado?

      • João Paulo de Oliveira Neto disse:

        Léo, parabens!
        Comecei a digitar sobre o que penso a respeito do assunto mas vou aguardar mais opiniões (sensatas)… opiniões sem fundamentação e movidas apenas pelo instinto não acrescentam nada, isso é conversa de botequim…
        João Paulo de Oliveira Neto

  2. Anderson disse:

    Não temos que aceitar que nossos governantes criem leis para beneficiar bandidos, como a lei que começou a valer alguns meses atrás. É A NOSSA VIDA EM JOGO. Então temos que fazer passeatas, manifestações, temos que fazer barulho. No oriente médio vários governos caíram perante a força da população que não aguentava mais ser massacrada pela injustiça ( usaram a internet para convocar a população para agir ), se eles conseguiram nós também conseguiremos.
    E existem inúmeros casos na história da humanidade em que manifestos da população provacaram mudanças na forma do governo agir. Nós não podemos deixar que o brasil se torne um inferno, como está acontecendo. Nessa cidade pequena já sentimos o reflexo disso, assaltos quase todos os dias, violência atingindo a todos ! E não adianta dizer que sempre foi assim porque é mentira, nunca essa cidade esteve tão caótica como hoje em dia. Essa nova lei criada foi um um tapa na cara da sociedade, estamos sendo surrados por essa legislação, e não fazemos nada.
    Vamos parar tudo, chamar a atenção, mostrar que não vamos mais aceitar isso.
    CHEGA !!!

  3. Léo disse:

    Ensinar primeiro, cobrar depois.

    Direitos Humanos não se inventa, não se cria. Direitos Humanos se conquista.

    Quando li esse texto do Vale independente percebi claramente quem está invertendo os valores. Vou fazer o favor de analizar este texto, porque vou usá-lo em um trabalho sobre o conservadorismo do neoliberalismo e os reflexos na sociedade.
    1- “cidadão está lutando por segurança (dever do estado) enquanto os fora da lei estão amparados por leis e direitos humanos?”
    Se os “fora da lei” – termo pejorativo – estão amparados por leis e direitos humanos, eles não são fora da lei, são cidadãos como qualquer outro.
    2- “projetos com o intento de beneficiar marginais das punições que a justiça já havia condenado”
    Em 2008 o Brasil tem 138.939 presos sem julgamento, destes, quase todos são brasileiros de baixa renda. Não se sabe, portanto, que projetos são esses, já que não há ação efetiva de nenhum dos poderes de resolver a situação dos presos.
    3- “deixando impunes aqueles que deveriam estar atrás das grades e com isso o gato vai para dentro do aquário obrigando o peixe a sair”
    Quem é o gato para o autor? O dono da imobiliária que realiza especulação e impede o excluído de adquirir a casa própria? O indústriário que tem desconto de impostos para instalar sua base de exploração do trabalho? Perguntas ignoradas pelo autor que resiste em observar apenas do ângulo que criminaliza o trabalhador.
    4- “pois o atual sistema é totalmente conivente com a marginalidade”
    Nesse ponto o autor acerta, afinal o atual sistema não garante a dignidade humana prevista no artigo 1º da CF, afinal, os explorados pelo capital não têm direito à renda justa pelo seu trabalho, à educação de qualidade, à saúde, ao transporte e acesso à justiça. O atual sistema é gerador da criminalidade, é responsável pela desigualdade que garante que a saída mais fácil para o marginalizado é o tráfico de drogas, de armas e os meios ilícitos de adquirir riqueza.
    5- “ainda não descobriram a fórmula mágica da paz”
    Erra novamente. O autor se esquece que todos os países que investiram em educação de qualidade, distribuição de renda, reforma agrária, saúde e trabalho têm níveis muito mais suportáveis de violência. Países estes com alto IDH. Aliás estes países são os pioneiros na implantação de direitos humanos para presidiários.

    Minha resposta de cidadão santarritense: Não venha falar de inversão de valores numa sociedade que não ensina valores. Primeiro vamos ensinar os valores para as pessoas, depois disso podemos púni-las por invertê-los.

    • Giácomo Costanti disse:

      kkkkkkkkkkk tenho que rir…então o marginal é a vítima?? O bandido que matou um pai de família é a vítima?? Pelo amor de Deus…o que esperar do futuro de nosso Brasil ao ler as ponderações de um futuro advogado, quiçá um promotor ou um juiz!!!

      Muito triste!!

      • Léo disse:

        Já estamos começando, meu caro. O debate é o canal, precisamos unir forças, levar direitos e deveres na forma de arte, cultura, cinema, músicas. Levar o rap dos excluídos para as praças, levar o teatro do oprimido.
        Se a gente ficar esperando alguém fazer, nós é que seremos os bandidos.

      • Léo disse:

        Se eu for promotor, juiz, naum duro nem um ano na comarca… rsrsrsrsrsrsrsss
        Mas vc está certo ao se indignar Giácomo. Eu concordo que a criminalidade está com níveis absurdos. Mas qtos pais de família em Sta Rita nunca poderão dar a seus filhos uma vida digna porque os empresários precisam manter seu alto padrão de vida?
        Triste nesse país é ver pessoas dispostas a lutar pelo ser humano, até mesmo dando a cara a tapa com uma candidatura a prefeito, o que acho admirável, e escolher como bandeira a opressão, a negação de direitos fundamentais.

        Muito triste

    • ALCA disse:

      Concordo com o Léo nesse quesito, mas isso nao justifica alguns vagabundos (bandidos) ficarem fazendo oq bem entendem de nossa cara….

      Nosso país realmente nao tem uma educacao de qualidade, uma distribuição de renda boa e nem politicos bons, aliás, a maioria tudo bando de ladrões vestidos de terno e gravata.

      Mas Léo se usarmos sua proposta como justificativa pelo o que o bando de
      bandidos vêm fazendo com nossa sociedade, aí sim você está invertendo valores….

      Existem muitos pessoas honestas que passam dificuldade de sol a sol trabalham no duro e NÃO FICAM ROUBANDO !!!!!!!!

      INFELIZMENTE ESSE SEU PONDERAMENTO, QUE AS PESSOAS ROUBAM PQ O PRÓPRIO GOVERNO NAO DA EDUCAÇÃO ETC… ESTÁ TOTALMENTE ERRADO

      CONHEÇO INÚMERAS PESSOAS QUE COM SUOR E LUTA CONSEGUIRAM SE FORMAR ENS SUPERIOR E HOJE JÁ ESTÃO BEM MELHOR DE VIDA…

      SÓ NÃO VENCE QUEM NÃO QUER !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      • Léo disse:

        “Só não vence quem não quer”
        Mas o que a vitória no mundo contemporâneo?
        Ter um carro, uma casa na praia, um tênis de marca.
        Qual a ideia de vitória na lógica social que prevê a vitória do mais rico?
        Quem está errado? Quem é o bandido? Qual o papel do Estado?
        Será que a sociedade precisa de pão e circo para se sentir segura?
        O espetáculo das prisões cinematográficas, acompanhadas por helicópteros e viaturas, flashes e holofotes.
        Quem protege o pobre?
        Qual a motivação do roubo?
        Uma sociedade que aliena o trabalhador da riqueza produzida pode cobrar que o trabalhador não se revolte, não busque outra saída para cumprir a demanda por consumo imposta a ele?

    • Caro Léo,
      Quando falamos que os fora da lei estão protegidos pelos DH nos referimos a todos os que de alguma forma, para beneficio proprio utiliza–se de meios ilicitos para agir, provocando nos demais membros da sociedade uma insegurança e desta forma o confinamento dos cidadaos de bem.
      Quem faz as leis, deixam brejas que advogados bem instruidos utilizam-se para livrar “seus clientes”.
      Para acabar com isto, por que os legisladores nao colocam um artigo na lei, obrigando todos a terem somente defensores publicos para atuar nestes tipos de caso.
      Assim teriamos defensores publicos mais valorizados, sem ter estas valas entre ricos e pobres na questao de defesa em processo judicial.
      Estamos tendo REALMENTE uma inversao de valores, onde se nao houver mudanças, como dizia Rui Barbosa:
      “- De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto. (Senado Federal, RJ. Obras Completas, Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86)”
      Quero uma sociedade para os humanos, humanos em todos os sentidos……….

      • Léo disse:

        procuro entender a origem do problema na sociedade.
        trato o problema nas suas raízes.
        a solução é o trabalho na base.
        o resto é paliativo.

    • Maior do mundo F.C disse:

      Muito simples … Comece selecionando esses marginais que estão assaltando ,aquí em Santa Rita e leve -os, para educar em sua casa … Faça -me um favor !!!

  4. Guilherme disse:

    Seria interessante uma manifestação em Santa Rita, porque não adianta uma indignação individual, temos que realizar algo para mudar, e o começo disso é mostrarmos que não seremos submissos a esse descaso, não vamos sofrer calados, nós pagamos o salário de quem está no poder.

    Acorda Santa Rita ! Essa mentalidade fechada tem que acabar !

    • Giácomo Costanti disse:

      Guilherme, já passou da hora!! Mas nosso povo de pacífico e acomodado já está virando BOBO!! Não sabendo mais cobrar seus direitos…Não estamos pedindo favor, mas cobrando nossos direitos!!!

      • Maior do mundo F.C disse:

        E o poder público ?! Quieto . Não se manifesta .
        Só pensa em festa . O governador está vindo … Ótimo momento prá fazer esse manifesto, sugerido pelo Guilherme no texto acima .

    • Léo disse:

      Vou pedir uma carona pro anastasia, que dia ele vai aí?

  5. Jaime Amaral disse:

    Léo disse: (Minha resposta de cidadão santarritense: Não venha falar de inversão de valores numa sociedade que não ensina valores. Primeiro vamos ensinar os valores para as pessoas, depois disso podemos púni-las por invertê-los.)Giácomo Costanti disse: ( kkkkkkkkkkk tenho que rir…então o marginal é a vítima?? O bandido que matou um pai de família é a vítima?? Pelo amor de Deus…o que esperar do futuro de nosso Brasil ao ler as ponderações de um futuro advogado, quiçá um promotor ou um juiz!!!
    Muito triste!!),Falsos valores e palavras ilusórias: são estes os piores monstros para os mortais, Parabéns Giácomo, Como ensinar tendo essa opinião como a do Léo, está nu e patente essa inversão…..quem são os bandidos? quem estão presos? quem são os Politícos? quem são as autoridades? vamos ensinar para um traficantes, depois prende-los? vamos ensinar para o homicida para depois prende-los? vamos ensinar 1º para o pedófilo para depois puni-los, haja paciencia, ja estamos em 2011 e ainda precisamos ensinar a professores? faça me um favor!!!! a sim inversão de valores….”Seja uma pessoa que valoriza a essência, não a aparência, cultive os valores mais profundos e não caia na tentação de se tornar um “super” em um mundo de estrelas sem brilho próprio.” Abraços.

  6. Léo disse:

    Tem que manifestar mesmo, a luta é o que muda, o resto só ilude

  7. Isabela L'acqua di Fiori disse:

    O jovem menor não pode trabalhar!!! Mas pode roubar, matar e destruir patrimônio alheio. Trabalhar não faz mal pra ninguém! Se fossem incentivados a trabalhar, talvez não estivessem à toa nas ruas caindo na mão de traficantes e bandidos!
    Mas a justiça acha que o jovem não pode pegar no batente… uma lástima, pois aí acontece essa inversão…

    Concordo plenamente com vc Giácomo!

  8. Xerém disse:

    POis é… existem vagabundos, maconheiros, sem vergonha, viciados em crack, marginais que não recebem o corretivo adequado da lei. Temos que andar em nossas ruas tentando esquivar desses inúteis que vivem nos amedrontando. Tá tudo invertido mesmo.

  9. AndersonBR disse:

    A culpa é minha! É sua… é de todos nós, que elegemos os responsáveis por “desvirtuar” a sociedade. A justiça não funciona… a educação é uma m#$*%.
    A impunidade ajuda, em muito, a bandidagem! São muitos os fatores que nos levam à situação atual, porém jamais aceitarei calado alguém dizer que a culpa é dos “direitos humanos”. Poxa (pra aliviar a palavra…), antes de criticar vamos conhecer!!! Não espero que isso aconteça, então vou logo ao ponto… O problema não é a lei ou a Constituição Federal, é, sim, o despreparo das autoridades (dos 3 poderes, óbvio!!!). Para resolvermos, só passando por uma mudança radical nessa estrutura caótica.

    Abçs

  10. Pessoas sérias, honestas e atuantes, Em todos os poderes, vigidas por uma imprensa que não seja tendenciosa ao falso, é o que o Brasil Precisa. Aí sim, isto aqui seria o PARAÍSO.

  11. Mauro Oliveira disse:

    em quanto nós formos enfluêciados, pelo amigo do politico corrupto pra votar nele, à inverção de valores nunca vai acabar.é muito triste isso, que acontece no Brasil.

  12. Luiz Maia disse:

    não vou nem mim expressar haja vista a minha indignação é tão grande que prefiro ratificado tudo digitado por vossa senhoria, fique tranquilo que dias melhores viram em janeiro de 2019 com o presidente BOLSONARO…

  13. Jandira Gobetti simonete disse:

    Verdade é asim que vive a sociedade hoje presa nas suas casas e bandidos soltos não tem lei eles matando roubando estrumando e ligre a polícia prende o delevador solta e pior o dinheiro do povo brasileiro indo para o ralo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s