vale

NILO

 

Imagem | Publicado em por | 11 Comentários

CORRENTE DO BEM – Precisamos de fraldas geriátricas

A Corrente do Bem está precisando de doações de fraldas geriátricas tamanho M.

As fraldas são para uma senhora com alzheimer, está acamada e a família não tem condições de comprar.

As doações poderão ser deixadas:

  1. Pepita Modas – Rua Cel. Francisco Palma, 17 ao lado do Salão Dom João Bergese
  2. Adonai Silk Screen – Av. Frederico de Paula Cunha, 271 Maristela

Ou chamar pelo WhatsApp 9 9847 8244

Publicado em Corrente do Bem | Deixe um comentário

CORRENTE DO BEM – Mais uma mãe precisando de nossa ajuda!

A Corrente do Bem recebeu essa carta pedindo ajuda. A Senhora está desempregada há seis meses e vem passando por sérias dificuldades juntamente com seus quatro filhos.

Está com contas da COPASA e CEMIG em atraso desde o mês de Março de 2018, seis meses de aluguel em atraso e precisando de cesta básica e leite para dar de alimento aos seus filhos.

O valor total das contas da COPASA é de R$ 218,47 conforme as fotos abaixo:

O valor total das contas da CEMIG é de R$ 302,24 conforme as fotos abaixo:

O valor dos aluguéis em atraso é de R$ 2.100,00 (são 6 X R$ 350,00).

Qualquer ajuda poderá ser deixadas nos seguintes locais:

  1. Pepita Modas – Rua Cel. Francisco Palma, 17 ao lado do Salão Dom João Bergese
  2. Adonai Silk Screen – Av. Frederico de Paula Cunha, 271 Maristela

Ou chamar pelo WhatsApp 9 9847 8244

Publicado em Corrente do Bem | Deixe um comentário

Alterações nas Regras do Vale Independente

regras imagem 02

Imagem | Publicado em por | 7 Comentários

Dr. Erasmo Camanducaia – Procedimentos Odontológicos em pacientes usuários de anticoagulantes

erasmo cabe

Vamos dessa vez abordar um outro problema muito comum na prática diária, que ainda causa muita dúvida tanto nos pacientes como também em muitos colegas cirurgiões.

Vamos falar dos pacientes que fazem uso de anticoagulantes.

Quase que diariamente recebo pacientes ansiosos e temerosos, pois necessitam de tratamento odontológico mas fazem uso dos “famigerados” anticoagulantes.

Os anticoagulantes são medicamentos muito comuns, muito empregados na clínica médica.e1

São predominantemente prescritos para a prevenção de tromboembolismo venoso, para portadores de próteses valvulares cardíacas, àqueles que tem risco de AVC, e para os portadores de uma série de doenças cardíacas crônicas. Enfim, é um medicamento importante, muito útil e imprescindível, porém, traz algumas consequências.

Primeiramente, quando o paciente chega até o nosso consultório relatando fazer uso de anticoagulante, devemos averiguar se realmente faz. Um outro grupo de medicamentos com mais ou menos a mesma função, que é prevenir a formação de coágulos, leva a uma séria confusão: os antiagregantes plaquetários. As plaquetas são a principal célula na formação do coágulo e na reparação tecidual, como eu já mencionei no estudo anterior em que tratamos das membranas de fibrina. São a primeira barreira a ser formada, dita “Tampão Plaquetário” , na formação do coágulo. Alguns medicamentos impedem a formação desse tampão plaquetário, retardando assim a formação do coágulo. Fazem parte desse grupo de medicamentos, a aspirina, o AAS, o clopidogrel e outros. Esses medicamentos não trazem problemas nem para a prática clínica diária e nem para a clínica cirúrgica.

e2

Mas, os anticoagulantes sim, influenciam. Eles podem ser administrados via endovenosa, o que é mais comum em ambiente hospitalar, e o medicamento mais comum desse grupo é a heparina sódica ou pode ser administrados por via oral, que são os mais comuns e a droga mais usada é a varfarina sódica, que tem o nome comercial de Marevan, coumadin, Varfine e outros.

Na prática clínica diária , os anticoagulantes também não trazem complicações, a menos que estejam com sua atividade exacerbada como veremos adiante. Na prática cirúrgica, eles devem ser bem avaliados previamente.

A varfarina age como antagonista da vitamina K, substância importante em vários momentos da coagulação. A desvantagem da varfarina é que, seus níveis sanguíneos tem que ser monitorados constantemente e qualquer desequilíbrio pode levar a ineficiência da medicação ou a produção de hemorragias espontâneas. E ela também interage com alimentos e medicamentos comuns diários, alterando seu efeito.

A varfarina mexe com o balanço homeostático entre coagulação e anticoagulação, que é muito fino. Portanto um monitoramento constante a cada 30 dias deve ser feito. Deve-se averiguar o TAP (Tempo de atividade protrombínica), TP ( Tempo de protrombina) e o mais importante o RNI (Razão normalizada internacional), que são exames que vão analisar o efeito da coagulação ou da anticoagulação conforme se deseja. Para qualquer alteração nos valores pretendidos, ajustes da dose de varfarina devem ser providenciados.

Um paciente que apresente coagulação normal deverá apresentar RNI igual a 1. Os tratados com anticoagulantes devem ter o RNI entre 2 e 4, e nesse caso não oferecerão muito risco à prática cirúrgica, que é a que nos interessa. Contudo, se o RNI estiver acima de 4 poderemos ter uma reação de hemorragia. Se o RNI estiver mais alto ainda, o paciente poderá ter hemorragias espontâneas, pelo nariz, ouvido, gengiva, ânus, vagina, até mesmo “Acidente Vascular Encefálico Hemorrágico”. São casos em que se observando os desajustes, o médico responsável deve ser contatado imediatamente.

Na nossa especialidade que é a implantodontia, estamos sempre muito atentos a essas ocorrências. Realizamos cirurgias diariamente, muitas das quais de grande porte. Os pacientes anticoagulados e ainda aqueles que tem doenças que interagem com os anticoagulantes, como o a diabetes, doenças hepáticas, renais e outras; são constantemente monitorados em todos os passos. Exames laboratoriais prévios são imprescindíveis e um planejamento minucioso e criterioso deve ser tomado.

e3

Em cirurgias eletivas em pacientes com um risco baixo de tromboembolismo, podemos consultar o médico sobre a possibilidade da suspensão da administração da varfarina por um período de cinco dias antes da cirurgia até alguns poucos depois dela.

Usamos um protocolo bem definido para procedimentos cirúrgicos, que consiste dos seguintes passos:

1 – Anamnese profunda e minuciosa.

2 – Planejamento multidisciplinar, consultando a opinião do médico acerca da medicação anticoagulante.

3 – Exames laboratoriais específicos e avaliação da necessidade de ajustes da medicação.

4 – Sedação, controle da dor, infecções e inflamações.

5 – Procedimentos cirúrgicos o menos traumatizantes e o mais rápido possíveis.

6 – Ter a mão, materiais para controle de possíveis hemorragias.

7 – Suturas oclusivas.

No pós operatório, é muito importante a manutenção da limpeza da ferida cirúrgica, bem como evitar traumatismos de qualquer natureza. Caso ocorra algum sangramento anormal durante o pós operatório, o cirurgião dentista deverá ser comunicado imediatamente e a medicação pertinente deve ser administrada.

Uma questão importante e que sempre gera discussão é a prescrição de antibióticos para pacientes que fazem uso de anticoagulantes. Se a terapia prescrita for a de dose única para a prevenção de endocardite bacteriana, não há que se modificar a terapia anticoagulante.

Entretanto, se a prevenção vai se estender por dias, um controle da medicação e avaliação do RNI devem ser providenciados após três dias de uso contínuo do antibiótico.

e4

Enfim, o tratamento cirúrgico de pacientes que estejam fazendo uso de anticoagulantes é plenamente possível. Deve-se fazer um planejamento minucioso, tomar os devidos cuidados, seguir normas, fazer correta avaliação laboratorial e estar preparado para intercorrências. Mas, sob cuidados de um profissional consciente os tratamentos são seguros e os pacientes não precisam se preocupar.ofere erasmo

Publicado em Saúde | Deixe um comentário

Rodovia MG-167 terá restrição de tráfego nos dias 22 e 23 de setembro

Entre as 17h00 do dia 22/09 (sábado) até as 08h00 do dia 23/09 (domingo), a circulação de caminhões será proibida na MG-167, entre Varginha e Três Pontas, devido à peregrinação de romeiros, em louvor a Padre Vitor.

Faixas de advertência serão colocadas na rodovia para alertar aos demais motoristas sobre a presença dos peregrinos ao longo do percurso.

Também haverá reforço de sinalização com cones, nos pontos de apoio aos peregrinos, às margens da rodovia.

Equipes de fiscalização do DEER/MG vão monitorar os 27 quilômetros da rodovia, durante todo o deslocamento dos romeiros.

Publicado em Trânsito | Deixe um comentário

Action Academia – Ganhe 10% de desconto na mensalidade!!

Traga um amigo e ganhe 10 % de desconto na sua mensalidade!Pacotão especial: uma aula de Pilates e uma de funcional e musculação a vontade por apenas R$ 160,00 por mês!!!!

Publicado em Geral | Deixe um comentário

Festa de São Cosme e Damião do Centro de Umbanda “Ogum da Estrela Guia”

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Minas Gerais registra 104 mil novos Microempreendedores Individuais

De janeiro e agosto, cabeleireiro, manicure e pedicure foram as atividades com o maior número de novos formalizados

Número de novos Microempreendedores Individuais (MEI) registrados de janeiro a agosto deste ano, já é 15% maior que o número de novos formalizados cadastrados no mesmo período de 2017. De acordo com um levantamento feito pelo Sebrae Minas com dados da Receita Federal, cabelereiro, manicure e pedicure foram as atividades com o maior número de novos formalizados no estado com nove mil MEI.

Ainda segundo o estudo, nos oito primeiros meses de 2018, 104,5 mil trabalhadores se tornaram MEI contra 90,8 mil formalizados no mesmo período do ano anterior, ou seja, 13,7 mil formalizações a mais em 2018.

No acumulado, desde a criação da figura jurídica do MEI, Minas Gerais ocupa o terceiro lugar em número de formalizações com 842 mil MEI, atrás apenas de São Paulo com 1.911 milhão e o Rio de Janeiro com 847 mil formalizações. “Esse acumulado no estado seria maior se não fosse os 117 mil MEI mineiros que tiveram seus CNPJ excluídos do Simples Nacional por estarem em débito com o pagamento de tributos nos últimos três anos e que não terem entregue as Declarações Anuais do Simples Nacional (DASN-SIMEI)”, explica o analista do Sebrae Minas Breno Fernandes.

No ranking das 10 atividades com maior número de novas formalizações em 2018 estão: cabeleireiros, manicure e pedicure (9.084 MEI), obras de alvenaria (6.213), comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios (6.096), promoção de vendas  (4.180), serviços domésticos (3.096), atividades de estética e outros serviços de cuidados com a beleza (2.331), fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para consumo domiciliar (2.311), lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares (2.197), outras atividades de ensino (2.054) e serviços de entrega rápida (2.007). 

10 atividades com maior número de novos Microempreendedores Individuais em Minas Gerais – de janeiro a agosto de 2018
Atividade Número de novos MEI
Cabeleireiros, manicure e pedicure 9.084
Obras de alvenaria 6.213
Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios 6.096
Promoção de vendas 4.180
Serviços domésticos 3.096
Atividades de estética e outros serviços de cuidados com a beleza 2.331
Fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para consumo domiciliar 2.311
Lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares 2.197
Outras atividades de ensino não especificadas anteriormente 2.054
Serviços de entrega rápida 2.007
Novos Microempreendedores Individuais em Minas Gerais

de janeiro a agosto

Ano Número de novos MEI
2018 104.527
2017 90.808

Assessoria de Imprensa da Regional Sul do Sebrae Minas

Publicado em Noticias de Minas Gerais | Deixe um comentário

DRª. FRANCINE SARAN – EXTRAÇÃO DO DENTE SISO: PASSO A PASSO DO PÓS OPERATÓRIO

A extração do siso para muitos é uma sensação de alívio, principalmente se o dente já estava incomodando e causando dor. Os sisos são os últimos dentes a romperem na cavidade oral na faixa dos 17 a 25 anos, em média.
Entretanto, muitas vezes, esses dentes nascem com alguma anomalia que dificulta seu nascimento ou que pode até impactar na saúde dos demais dentes. Daí não tem jeito, vai ter que ser extraído.

Apesar de tranquila e sem motivos para temer, a extração dos sisos, como toda cirurgia, exige cuidados especiais no pós-operatório. Seguir as recomendações do dentista é essencial para que você não corra nenhum risco após a extração e, ainda, reduza os desconfortos que a cirurgia causa. Confira esse passo a passo e recupere-se de forma rápida e com saúde.

1. GELO

Compressas com gelo podem ser ótima alternativa.

2. DE OLHO NA COMIDA

Seu dentista pode ter recomendado tomar muito gelado também. O sorvete tá liberado, mas com moderação.
Recomenda-se uma dieta mais líquida e pastosa, mas que sejam nutritivas, como sucos naturais e sopas. Alimentos quentes devem ser evitados já que podem prejudicar a cicatrização.

3. NÃO SE EMPOLGUE COM AS MEDICAÇÕES

O seu dentista certamente prescreveu algum medicamento para impedir que o local da extração infeccione ou até como forma de aliviar qualquer dor. Mas lembre-se, todos os medicamentos devem ser tomados conforme o profissional orientou. Se notar que a medicação não está trazendo o conforto desejado, converse com seu dentista para saber se há a necessidade da medicação ser revista. Jamais tome o dobro da medicação ou outro remédio por conta própria.

4. NÃO FUME

Pense bem! Você tem uma ferida na boca que está em fase de cicatrização e que pode sofrer inflamações e infecções. As substâncias tóxicas do cigarro penetram na mucosa aumentando muito mais esses riscos. Se o cigarro já deve ser evitado por muitos outros motivos, com a saúde bucal não é diferente. Os cuidados no pós-operatório são muito importantes para o sucesso da sua recuperação.

5. EVITE BEBIDAS ALCOÓLICAS

Após a extração do siso, as bebidas alcoólicas também devem ser evitadas, principalmente se seu dentista receitou algum medicamento.

6. A HIGIENE BUCAL NÃO PODE PARAR

Agora mais do que nunca você precisa manter a higiene bucal em dia. Porém, após a extração é necessário mais cuidado. Escove seus dentes de forma bem suave, tomando cuidado para não bater com a escova na região.
Pode ser bem dolorido! Além disso, os pontos podem reter alimentos e bactérias que podem causar uma bagunça na sua boca e, pior ainda, causar infecções. Por isso a importância de manter sua boca limpa e bem cuidada.

7. VOLTE AO CONSULTÓRIO DO SEU DENTISTA

Uma semana após a extração do siso é importante que você veja seu dentista. Além de retirar os pontos, ele vai conferir se a cicatrização ocorreu sem complicações.

 

 

Publicado em Saúde | Deixe um comentário